quinta-feira, 26 de maio de 2011

Vai e vem

É como o bater das ondas, vai e vem
Maré alta, maré baixa
Ventos quentes e ventos frios

Olhar além mar
E mesmo assim te enxerga

Abraçar e percebe
Tempo tempo, não existe

Pegar na mão e sentir
Tum Tum, coração tocar

é como desligar-se
sonhar para depois acorda

viver viver e entender
que não existe nada melhor
que um amor real

Marcelo Roldão Matos
16:10~
26/05/2011